Mercado de cosméticos no Brasil

Mercado de cosméticos no Brasil

Um setor que não para de crescer

Batons, xampus, sabonetes para banho, cremes de tratamento para a pele... produtos que nenhuma mulher passa sem, mesmo quando a situação financeira complica. O setor de cosméticos vem crescendo rapidamente nos últimos dez anos e, apesar da crise no país e de todas as estatísticas negativas em outros mercados, essa é uma das poucas indústrias que continua otimista e não para de crescer em 2015.

A Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal e Perfumaria (ABIHPEC) prevê o crescimento de até 10% em consumo de cosméticos no ano de 2015 e o gasto de R$50 bilhões em produtos pelos brasileiros. No mundo, o Brasil é o terceiro país que mais consome produtos de beleza, ficando atrás apenas dos EUA e China.

Hoje, a indústria de cosméticos emprega cerca de 4,8 milhões de pessoas e a maioria são mulheres. Mas que não haja ilusão, muitos homens estão se interessando pelo ramo e o consumo de produtos de beleza por eles também vem crescendo a cada ano. Estima-se que até 30% do gasto no setor seja feito pela ala masculina.

Uma das explicações para o crescimento do mercado de cosméticos continuar, mesmo com a crise no país, é o investimento que marcas de renome como a New Connect fazem em produtos inovadores, além disso, cosméticos como protetores solares, desodorantes e xampus não podem faltar em nenhuma casa, até por uma questão de higiene. E não há espaço para pessimismo. Nos próximos anos a previsão é que haja crescimento de até 10% ao ano neste mercado.


Veja também